segunda-feira, 28 de setembro de 2009

Poesia pintada e escrita




Pintas lindamente minha fotografia
Imitas os sons vindo do meu ressonar
Ah! Poeta como tu me fascina com a tua poesia.
Retrata-me dormindo e a sonhar

Com as uvas em tua boca que quero chupar
Do caldo até o caule quero saborear
Não queira rimar com os meus sonhos
Como se rimam os versos estranhos

Da tua poesia que não passa de fantasia
Pois eles são reais e não dão margem
E nem lugar para a utopia

Pinta e escreva, mas só com o tema amor.
Ele sim que é real e verdadeiro e não há ninguém
Neste mundo que te amou com tanto ardor

Assim como eu,

Sol pereira

28/09/2009

Um comentário:

Helena C de Araujo disse...

Teus poemas são sempre repletos de sensibilidade, Sol.
Lindo!
Beijo grande!