quarta-feira, 30 de setembro de 2009

FOI UM SONHO DE AMOR & NO SEGUNDO ATO




Seria sob a luz de velas
O nosso encontro de amor
Ah! Como a gente sonhou...

Desenhamos o caminho
Que seria percorrido
Para jamais ser esquecido...

Mas um sono muito breve

Acordou o sonho da gente

Edson dos Santos

Segundo ato

Não foi um sonho
Ainda estamos acordados
Pelados no ninho

Nossos corpos colados
E beijos molhados
Ensaiando a última peça

Que daremos o título de amor
E antes que o sono vença
Terminaremos o primeiro ato com ardor

E no próximo segundo do segundo ato
Sonharemos como de fato
Com uma linda história de amor

Sol pereira

30/09/2009

Um comentário:

FERNANDA & POEMAS disse...

QUERIDA SOL... AMIGA DO CORAÇÃO... BELÍSSIMO O TEU MAGNIFICO POEMA... ADOREI!!!
UM DIA FELIZ... ABRAÇO-TE COM MUITO CARINHO,
FERNANDINHA