terça-feira, 18 de setembro de 2012

Gavetas da alma







A poesia está na alma de quem a escreve
Ela pode ter várias interpretações,
Mas somente o poeta quem sabe
Das suas divagações e seus devaneios

O tiro pode sair pela lateral,
Mas os sentimentos estão contidos
No peito, no coração e na alma do menestrel


São com suas melodias, suas emoções,
Seus rabiscos e suas entonações

Que levam os leitores aos céus,
Aos mares e aos sabores tantos
Do amor e da paixão

Sentimentos que estão escondidos
Nas gavetas da alma de um sonhador

Sol pereira.

Um comentário:

Raela Migliesi disse...

Olá, Sol Pereira

Lindas poesias. Muito legal seu blog.

Quando puder, visite o meu blog:
www.mulheresqueescrevem.blogspot.com

Andei um pouquinho sumida de lá, mas fiz um post novinho este mês.

Abraços!