domingo, 24 de julho de 2011

Sutileza feminina




Cheguei de mansinho
Fui massageando o teu ego
Falei bem baixinho,
Chamei-o de meu amigo,

Quando queria ser teu amor
Na minha sutileza feminina,
Esqueci-me da dor
De não ser mais uma menina

Sou uma mulher madura
Em busca do homem certo
Aquele cheio de atitude

Não quero mais viver uma aventura
Já é hora de construir o meu porto
Parar de viver só e de saudade

sol pereira

Um comentário:

INFETO disse...

É preciso visitar a madeireira para de qual material vai querer construir seu pier. Abraços