terça-feira, 23 de março de 2010

Amigos




Não escolho os meus amigos pela classe social
Ou pela cor da sua pele ou pela sua cidadania
Escolho pela forma mais natural
Escolho pela empatia

Amigos que são amigos hão de querer
Estar em uma mesma sintonia
Sentir o vento como fora uma poesia

Sendo poeta há de fazer
Versos que falem da amizade
Conquistada para a eternidade

Poetas ou não meus amigos são assim:
Uma metade seriedade
A outra parte é o melhor de mim

Que é o meu caráter sonhador
Que faz de tudo para manter a fantasia
Sonhar para mim ainda está preso à realidade

Sol pereira

2 comentários:

metamorfosear disse...

escutar o som da chuva é o que faço pensando nas palavras; o canto de deus.

Anônimo disse...

Gostei do poema é exatamente o que eu sinto pelos os meus amigos. Ab Pernambuco.