terça-feira, 25 de agosto de 2009

O vento e a brisa




Então, é fácil de entender
Se tu és o vento, eu sou a brisa
É uma questão de analogia
Posso do amor fazer uma apologia
Cantá-lo-ei em poesia
E dos meus versos, minha fantasia
Rimarei o teu amor com o meu viver
sol pereira

25/08/09

Um comentário:

FERNANDA & POEMAS disse...

QUERIDA SOL, MARAVILHOSO POEMA... SUBLIMES PALAVRAS... UMA BOA NOITE DE PAZ... ABRAÇOS DE CARINHO E TERNURA,
FERNANDINHA