terça-feira, 9 de junho de 2009

Ciúme




Sinto ciúmes dos teus versos
E das bocas que roubam os teus beijos
Tenho ciúmes do sol, do mar e do luar,
Tenho ciúmes de tudo ao teu redor
Mas estes não são maiores do que o meu amor
Que te dedico em plena noite de luar
Todas as lágrimas que derramo por ciúmes
Não chegaria à imensidão do teu olhar
Lágrimas estas que derramo por te amar
Daria para transbordar as lagoas, os rios e os mares
Mas me conformo com a minha maluquice
Pois o ciúme é o tempero do nosso amor
Sem ele, ficaria tudo no esmo, na mesmice
Então, digo que é ciúme, ciúme que sinto por te amar

sol,

http://www.solchebor.prosaeverso.net/visualizar.php?idt=1639928

Um comentário:

FERNANDA & POEMAS disse...

QUERIDA SOL, BELÍSSIMO POEMA MINHA AMIGA... ADOREIIIIIIIIIIIIIIIIII.
ABRAÇOS DE CARINHO E BTERNURA,
FERNANDINHA